Por Gabriella Contoli

A FELIT agora é lei! A 1ª Feira Literária de São Bernardo do Campo (FELIT) aconteceu em agosto de 2011 e foi pioneira na região. Idealizada pela Secretaria Municipal de Educação, em parceria com a Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), o evento recebeu nos seus 14 dias de duração mais de 85 mil alunos da Rede Municipal de Educação, além de 70 editoras e 150 autores.
O resultado da primeira edição foi tão positivo que em 28 de maio deste ano, a publicação da Lei Municipal nr. 6.204, tornou a Feira Literária do Município de São Bernardo do Campo bienal. “Ter sido escolhida para realizar a primeira FELIT foi, para a Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, uma honra inestimável. Essa oportunidade representou o reconhecimento, por parte do poder público, da filosofia que orienta o nosso trabalho, com mais de 40 anos, dirigido à formação de leitores por meio da literatura para crianças e jovens e que encontrou total identidade com as ações desenvolvidas pela equipe da Secretaria Municipal de Educação, a qual aproveitamos para parabenizar pelo excelente trabalho pois, sem essa base, não teria sido possível enfrentar esse desafio”, afirma Elisabeth Serra, secretária-geral da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ).

Entre os escritores e ilustradores presentes na primeira edição do evento estiveram Ruth Rocha, Ana Maria Machado, Ziraldo, Ricardo Kotscho, Raí, Eloisa Prieto, Márcio Vassallo, Marcia Tiburi, Marina Colasanti, Ricardo Azevedo, Roger Mello, Bartolomeu Campos de Queirós, Daniel Munduruku e Marisa Lajolo, entre outros. O ex-presidente Lula também esteve na feira e leu para as crianças. 

Além de leituras de obras premiadas pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, a feira teve espaço dedicado à obra de Maria Clara Machado com leituras de seus textos, seleção de obras de Monteiro Lobato, encontros sobre os livros do escritor e apresentação de títulos de Hans Christian Andersen. O evento também contou com lançamentos de livros, leituras de obras premiadas, encontros com autores e performance de ilustradores.

O Movimento por um Brasil literário esteve presente com a Campanha por um Brasil literário e um estande com informações.

Em 2011, o ex-presidente Lula e o então ministro, Fernando Haddad, estiveram na Feira lendo para as crianças. Veja como foi.

Deixar comentário