Coletivo Canto de Página


Apresentação

COLETIVO CANTO DE PÁGINA
Núcleo Potiguar do Movimento por um Brasil Literário

POR UM RN DE LEITORES

a folha pássaro
verde suspenso
num canto
de página
(Diva Cunha)

Suspende-se num canto de página a letra, à espera do leitor que dá sentido. Suspende-se num canto de página o desejo pela lágrima, pela dor, pelo riso, pela aventura e pelo siso do leitor que dá vida. A página do livro espera pelo leitor, a literatura espera.
A literatura espera por um leitor que não enxergue a leitura como uma atividade entediante, de um leitor que seduza e que se deixe seduzir, que não tenha de preencher fichas, que leia por prazer e sem burocracia. E nesse sonho, se expressa o desejo por uma escola em que a literatura seja liberdade, fruição e possibilidades.
Em busca do sonho comum de disseminar o livro e a leitura literária é que surge o coletivo Canto de Página, no Rio Grande do Norte. Uma homenagem à poetisa e pesquisadora potiguar Diva Cunha. Um desejo por mudança a partir de um grupo de professores, escritores, profissionais que se movimentam por uma sociedade de leitores.
Um grupo de pessoas que se compromete com a literatura e pela literatura. Um grupo que se propõe a lutar pelo livro e pela literatura por meio de ações, eventos, pesquisas, de tudo o que possa ampliar a leitura literária no Estado. Um grupo que acredita que a literatura é um direito de todos.
Um coletivo que se une em prol de uma literatura que esteja na praça, na rua, nas salas de aula. Por um leitor ativo, que interprete o mundo, que estabeleça conexões, que discuta valores, que construa novos textos, que tome a leitura literária como parte de sua prática de vida.
Porque a literatura mantém a língua em exercício.
Porque a literatura contribui para a construção da identidade.
Porque a literatura exercita a liberdade e a criatividade.
Porque a literatura nos apresenta verdades universais.
Porque a literatura educa.
Porque a literatura, como afirma Vargas Llosa, pode nos afastar da barbárie.
Por que a literatura, enfim, desenvolve em nós, como pensa Antônio Cândido, a nossa quota de humanidade. O coletivo Canto de Página, um núcleo potiguar do Movimento por um Brasil Literário, para na soma de esforços, construir um Brasil de leitores de literatura.

Natal, 18 de abril de 2013.

Ações Propostas
Clube leitura, Ações Políticas, Promoção de leitura de literatura
Descrição

Trabalhamos com os três eixos presentes no lema orientador da formação de núcleos de literatura do Movimento por um Brasil Literário: Ler, levar a ler e defender o direito de ler literatura.

Temos por objetivo:
– Promover ações de fomento à leitura literária.
– Articular ações de formação, extensão e pesquisa das diferentes instituições integradas.
– Elaborar uma agenda integrada de ações entre todas essas instituições.
– Contribuir com os debates sobre promoção de políticas públicas nas áreas de fomento à leitura

 

Público alvo
Adolescentes, Infanto Juvenil
Participantes
Cláudia Santa Rosa, Conceição Flores, Ana Santana Souza, Ilane Cavalcante, Izabel Cristina, Maria Lúcia Sampaio,