O que é

Ler, levar a ler, defender o direito de ler literatura

Esse é o lema que será trabalhado na formação dos Núcleos de Literatura MBL.

Um movimento se faz de muitos e diversos gestos em torno de uma ideia.

No caso do Movimento Brasil Literário (MBL) a ideia que nos move é o direito de todos terem acesso à literatura.

O Movimento se quer vário, disperso e difundido em todos os lugares e espaços sociais, instigando a todos e a cada um a reconhecer-se como leitor de literatura e defensor da ideia do direito de ler literatura. Todas as atividades que têm a literatura como objeto central serão promovidas para fazer do País uma sociedade leitora.

Para isso, o MBL propõe a organização de Núcleo de literatura. Aí pessoas compartilham experiências e leituras, criam e recriam histórias e textos, espalham ideias, sentimentos, vontades, percepções. Leem e fazem literatura. E agem como podem para tornar possível para todos o acesso ao texto literário.

Além de, é claro, reunir-se para ler e compartilhar experiência de leitura, o grupo promove, conforme suas possibilidades e inventividade, saraus, seminários, encontros, maiores e menores. E para divulgar, pode usar o site do MBL, manter um blog, criar programas de difusão literária pelos meios disponíveis (rádio, TV, internet), fazer publicações… Enfim, o Núcleo vive quando põe a literatura na vida e dá vida à literatura. E, mais: faz o que pode para defender o direito à literatura.

Como se faz um Núcleo?

Todos podem participar do movimento.

O importante é abraçar a ideia de um Brasil literário e fazer isso acontecer, assumindo os compromissos ético-políticos do MBL propondo-se a ler, levar a ler e defender o direito de ler literatura.

Assim, o Núcleo nasce da vontade de um grupo de pessoas – estudantes, colegas de trabalho, professores, amigos, vizinhos – um grupo, maior ou menor, que, reunido em torno da ideia de fazer um Brasil literário e de suas identidades e atitudes, trata de ler, levar a ler e defender o direito de ler literatura.

E pode, também, ser um caso de o grupo já estar organizado. Afinal, o desejo de literatura está há muito entre nós e muitos estão fazendo coisas interessantes por isso, lendo e levando a ler, criando e inventando a vida pela arte. Então, sendo a vontade do grupo, ele pode assumir-se como Núcleo do MBL.

Não sabemos por onde começar….

Partindo do princípio que todos podem participar do Movimento, e que o propósito é que esta rede se amplie e se fortaleça, em prol de sermos uma sociedade leitora, sugerimos alguns passos que podem ajudar a constituir um Núcleo de Literatura. Cada grupo encontrará sua forma de fazê-lo, e este é um ponto de partida que será incrementado com as ideias que vocês desenvolverem…

  • Constitua seu Núcleo em sua cidade, em seu bairro, em sua escola, em sua comunidade, em sua universidade. Reúna as pessoas afins, conversem sobre uma agenda de encontros e de ações do núcleo.
  • Identifique, na sua cidade, na sua região, outras pessoas e instituições que trabalhem com leitura e faça articulações e convites para se integrarem ao que vocês estão criando.
  • Pesquise a existência de Bibliotecas em sua região: Públicas, Escolares, Comunitárias, todas devem ser incentivadas a participar desta rede. Se não houver, comunique-se com os órgãos públicos de sua região e informe-se sobre como é possível trazer este equipamento público para sua região. Há recursos e leis que podem ajudá-lo e à gestão pública a encontrar os caminhos. No site do MBL disponibilizamos algumas dessas informações.
  • Faça leituras, discussões, grupos de estudos. Busque uma bibliografia para vocês lerem e se atualizarem.
  • Discuta com seus pares, busque links para se informar e também faça links com instituições e grupos de pessoas.
  • Esteja em contato com o MBL, por meio do site, das ações que o MBL apoia e desenvolve.
  • Envie informações para o MBL e se mantenham informados sobre o que acontece na área da leitura, da literatura e da biblioteca no país.

Como o Núcleo participa do movimento?

Realizando encontros regulares de leitura entre seus membros.

Promovendo atividades de incentivo – clubes de leitores, seminários / encontros sobre literatura / literatura e ensino / direito à leitura.

Mantendo ativo um espaço próprio de manifestação e interação – blog, publicações.

Atuando pela defesa do direito à literatura

  • Agindo e fazendo literatura
  • Disseminando a literatura por meio de publicações, internet, rádio e TV
  • Conhecendo e intervindo pelo funcionamento apropriado de espaços / lugares / aparelhos de leitura / literatura
  • Tornando de conhecimento geral as leis e as ações que têm efeito na garantia do direito de ler literatura
  • Participando de campanhas de direito à literatura

Participando pelo site do MBL.

Participando dos encontros regionais e nacional do MBL.