Manifesto por um Brasil literário foi apresentado hoje pela manhã em Recife, durante o Festival Recifense de Literatura. A leitura do documento abriu um debate em torno da relevância das bibliotecas na formação de leitores. “É importante a formação de redes de bibliotecas no âmbito local, regional e internacional como forma de fortalecer as políticas públicas de leitura”, diz Ana Dourado, coordenadora do Programa Prazer em Ler, do Instituto C&A. O evento é uma realização do Instituto C&A, em conjunto com o Centro de Cultura Luiz Freire, a Prefeitura de Recife e a Rede de Bibliotecas Comunitárias da região Metropolitana de Recife. A leitura do manifesto em Pernambuco cumpre com a proposta de disseminar a importância da literatura para o país e seus cidadãos.

Sobre o Festival Recifense de Literatura
O 7º Festival Recifense de Literatura é uma iniciativa da Fundação de Cultura Cidade do Recife e acontece de 16 a 23 de agosto. A programação homenageia o Ano da França no Brasil. Liberdade, igualdade e fraternidade se traduzem no direito democrático e universal de acesso à leitura. Seminários, laboratórios de comunicação literária, conferências, mostras de cinema, mini-cursos sobre teoria e criação literária, recitata (concurso de recitação poética), mesas-redondas, oficinas descentralizadas, leituras de ficção e de poesia e exposições integram a programação, que acontece, gratuitamente, em diversos pontos da cidade de Recife (PE). Participam do evento escritores, professores, pesquisadores, editores, ensaístas, críticos brasileiros e estrangeiros.

Deixar comentário