Papagaios, cidade natal de Bartolomeu Campos de Queirós, criou o Núcleo Indez do Movimento por um Brasil literário. Homenagem direta ao poeta e um dos fundadores do MBL, o Núcleo Indez, tal qual o livro de Bartô, reúne reflexão e poesia. A primeira ação ocorreu em 17 de maio de 2013, na Associação Cultural  Bartolomeu Campos de Queirós (ACBQC). Tratou-se de um bate papo literário com o escritor mineiro Ronald Claver incentivando a leitura na terceira idade. “A ideia é promover um encontro mensal envolvendo pessoas de todas as idades, como forma de incentivar a leitura e ampliar os conhecimentos culturais da sociedade papagaiense”, decalara Rosa Maria Filgueiras, presidente da ACBQC.

A criação do núcleo em 2013, é resultado de ações que vem sendo desenvolvidas na cidade desde 2001, através do Comitê do PROLER em parceria com a prefeitura de Papagaios. Anualmente ocorrem  encontros de formação de leitores através de palestras, oficinas e feiras de livros, alem de quatro saraus literários.

As ações do núcleo Indez são pensadas no âmbito da ACBQC, criada para preservar o legado do escritor.  Sediada na Casa Dona Petita, que o escritor visitou diversas vezes durante a infância,  é ali, entre pertences pessoais de Bartô, até que se construa um memorial, que a entidade opera.

A Associação está dando continuidade ao Projeto Correspondência, uma iniciativa que congrega estudantes e professores dos municípios de Contagem e Papagaios, em intercâmbios literários de reconhecimento da obra de Bartolomeu.  Os alunos das duas cidades se correspondem, através de cartas em papel – e  não emails – com alunos da mesma série.

Deixar comentário