DEPOIS DO SILÊNCIO – Escritos sobre Bartolomeu Campos de Queirós

Por:  NINFA PARREIRAS E LUCILIA SOARES*

Somos leitoras e admiradoras da obra de Bartolomeu Campos de Queirós. Seus 
livros nos acompanham nos trabalhos que desenvolvemos com a literatura e as pes
soas. Suas palavras fazem parte do nosso caminho. Como levar adiante a divulgação 
de uma obra tão comprometida com a beleza e as palavras? 

Conhecíamos alguns textos que haviam sido postados ou publicados em algum 
veículo de comunicação, mas não estavam em um livro.

Desde janeiro de 2012, com 
a partida do poeta, as homenagens não pararam: na Praça da Liberdade em Belo 
Horizonte; a Cátedra da UNESCO, na PUC-Rio; a Fundação Nacional do Livro 
Infantil e Juvenil no Seminário Salão FNLIJ; o Café Literário, na Bienal do Livro de 
Minas; o Encontro Nacional do Programa Prazer em Ler – PPL, do Instituto C&A, 
em Salvador; o Encontro do Movimento por um Brasil Literário – MBL na Festa 
Literária de Paraty – FLIP; o SESC na FLIP; o Grupo de Leitura no Sítio em Porto 
Velho; o Congresso de Leitura do Brasil – COLE, em Campinas; a Festa Literária do 
Centro de Estudos e Pesquisas Educacionais, de Miguel Pereira… E ainda a exposição 
e o folheto da FNLIJ (Uma inquietude encantadora); o jornal Notícias 4 da FNLIJ; 
o livro em parceria da FNLIJ, Associação de Leitura do Brasil – ALB e a editora Mo
derna; e a revista Palavra do SESC. 

Pensamos em seguir as trilhas que ele percorreu ao longo de sua vida. Foram 
muitas: a do escritor, do educador, do filósofo, do arte-educador, do editor, do professor, do palestrante e também a do amigo.

Imaginamos organizar o livro a partir dessas facetas do Bartolomeu, mas à medida que fomos recebendo os textos, percebemos que era impossível dissociar o Bar
tolomeu amigo do Bartolomeu escritor, e assim por diante. Alguns textos já conhecíamos e notamos que outros tinham criado outro ritmo e pediam outra estrutura.

Organizamos as homenagens em três partes: Estudos, Palavras de Amizade e 
Escritos. Nos Estudos estão os textos que discorrem especialmente sobre a obra do 
escritor, apontam reflexões e mostram que autor, sua obra e seus caminhos trilhados 
se comunicam de forma harmoniosa. Em Palavras de Amizade, encontramos os 
textos mais intimistas, que exemplificam muito bem que as amizades de Bartolomeu 
foram construídas com o mesmo cuidado e apuro que ele dedicou à sua obra literária 
e que se repetiu em suas demais áreas de atuação. Cabe aqui ressaltar que os textos 
escolhidos para compor esta parte não indicam que o nível de amizade e intimidade 
de Bartolomeu com o autor fosse maior. Tomamos como foco o caráter informal 
dos textos e que priorizavam a relação de amizade com Bartolomeu. Por último, em 
Escritos, estão os textos que não mencionavam apenas a relação de amizade e tam
pouco eram estudos sobre sua obra. Textos que trataram da obra ou da amizade de 
uma forma mais livre, como poema, acróstico, carta, crônica, entre outros.

Ao final dessas três partes, apresentamos a bibliografia de Bartolomeu. E, a 
seguir, uma breve biografia dos participantes e das organizadoras. O Manifesto por 
um Brasil Literário do Movimento por um Brasil Literário – MBL também está aqui, 
como uma voz do poeta entre nós, a ser disseminada pelo País. 

Gostaríamos de esclarecer que ao escolher os convidados para participar desta 
coletânea procuramos dar voz a muitos que ainda não o tinham homenageado publicamente, contemplando as mais distintas áreas de atuação, acreditando que estes 
aqui estão como representantes de tantos outros mais, já que muitos foram os que 
conheceram Bartolomeu e por ele se encantaram, fosse por meio de sua fala carregada 
de sabedoria em suas palestras em encontros e seminários, fosse pelo valor literário de 
sua obra, herança que ele deixou para todos nós. 

Convidamos amigos de diferentes épocas, pessoas que o conheceram nas dé
cadas de 1950 e 1960, assim como outros que o conheceram nos últimos anos. Há 
pessoas dos diversos rincões do Brasil, que moram do norte ao sul. Isso comprova 
como o poeta é admirado pelo nosso País afora. E ainda há a participação de um 
escritor de Angola, que mora em Portugal.

Os textos são criações livres e as informações trazidas são responsabilidade de 
cada autor. Isso mostra o quanto as palavras de Bartolomeu tocam fundo na alma das 
pessoas que o conheceram. 

Esperamos, com esta coletânea, dar nossa contribuição para perpetuar a obra 
do inesquecível Bartolomeu Campos de Queirós. Aqui estão palavras revestidas da 
amizade que tecemos juntamente com ele.

*Texto originalmente publicado no Livro: Depois do Silêncio: Escritos sobre Bartolomeu Campos de
Queirós, da Editora RHJ

Deixar comentário